Raiders of the Lost World

An adventure story. Indiana Jones meet Jurassic Park. Originally published in 2019 in Gunsmoke & Dragonfire Weird West anthology.

Now you can buy the story as a stand-alone.

https://books2read.com/u/4AK9Ze

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Cities of the Future panel at When Words Collide

Posted in Uncategorized | Leave a comment

My When Words Collide 2020 Schedule

2020 When Words Collide festival will be free and online.

To join any panel by zoom, download the program guide: https://www.whenwordscollide.org/code-of-conduct.php

Saturday, August 15th

12:00PM Ethics & Exploration Contamination

Jim Sheasby, Michael Gillett, Ron S. Friedman [PM]

When we begin exploring our solar system and creating off world colonies, we won’t be going alone. We’ll be bringing bacteria, and viruses with us that could contaminate and even destroy potential alien life. How do we avoid bringing plagues to new worlds? Should we visit them at all? This panel will discuss the ethics of human space exploration. Host: Selene O’Rourke

Link: https://us02web.zoom.us/j/82370439245


Saturday, August 15th

4:00PM Researching Alternative Histories

Ron S. Friedman, B.G. Cousins, Susan Forest, Chris Patrick Carolan [PM]

Based on elements stemming from real life, Alternative History can mix elements of sci-fi, fantasy and historical fiction. Writing them requires impeccable research, and scrupulous attention to detail. Our panelists will share how to do methodical historical research, what makes a great alternative history and how to write them. Host: Calvin D. Jim

Host: Calvin D. Jim

Link: https://us02web.zoom.us/j/86043001784


Sunday, August 16th

12:00 PM Sunday – Space Force versus Mars

SPACE FORCE (L TO R) STEVE CARELL as GENERAL MARK R. NAIRD and NOAH EMMERICH as KICK GRABASTON in episode 103 of SPACE FORCE Cr. AARON EPSTEIN/NETFLIX © 2020

 Jim Sheasby, David Worsick, J.R.H. Lawless, Ron S. Friedman [PM]

Private companies are building ships to ferry colonists to Mars. At the same time, countries are funding the creation of military forces in space and colonies on the moon. Can both interests coexist? Or will there be war—figuratively or literally. Join in this riveting discussion about humanity’s imminent expansion beyond our planet and the challenges it will bring. Host: Susan Forest

Link: https://us02web.zoom.us/j/87888399973


Sunday, August 16th

3:00 PM Cities of the Future

B.G. Cousins, Ariel Kroon, Holly Schofield, Ron S. Friedman

How will climate change, population growth and mass immigration affect the cities of the future? Will we live in mega buildings that reach the clouds? Build massive city rafts on the ocean? Or live underground in tunnels and caves? This panel will discuss what our future cities may look like.

Host: Tammy Lyn Carbol

Link: https://us02web.zoom.us/j/86833743077?pwd=Y2dkZzZrcUNsT1B0T1Fnam5yQS9aUT09

Posted in Uncategorized | Leave a comment

July 15th Canadian Authors / SF Canada

I delivered a presentation on July 15th on character based conflicts organized by Canadian Authors and SF Canada.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Subscribe

Subscribe to Ron’s reader’s group. Be the first to learn about new publications.

http://eepurl.com/di0oB9

Posted in Uncategorized | Leave a comment

My first article translation to German.

My articles had been translated to French, Spanish, Italian, Indonesian and Portuguese, but it always exciting to be translated for the first time to a new language.

This one is about establishing a colony on the Moon and Mars.

https://de.quora.com/Warum-versuchen-wir-den-Mars-vor-dem-Mond-zu-kolonisieren

Warum versuchen wir, den Mars vor dem Mond zu kolonisieren?

2 Antworten
Ilias Ryspaev
Posted in Uncategorized | Leave a comment

My article about Voyager 1 was nominated to the Aurora Award

The ballot: https://locusmag.com/2020/05/2020-aurora-awards-ballot/

The article: https://www.quora.com/Will-Voyager-1-leave-the-Milky-Way/answer/Ron-S-Friedman

No…. But….

The escape velocity from the Milky Way is 550 km / second.

The Sun’s orbital velocity around the galactic center is 220 km / second.

Voyager 1 top speed was 17 km / second. That’s not enough to escape our galaxy even at the most optimal trajectory.

Voyager 1 had left the Solar System into interstellar space. But it will remain in orbit around the galactic center for at least another 4.5 billion years.

After 4.5 billion years into the future, the Andromeda Galaxy will collide with our own Milky Way Galaxy. I’m not sure what will happen to Voyager 1 then.

Most of the materials in the Milky Way and the Andromeda galaxies will remain in the combined galaxy, but some materials will be ejected into intergalactic space.


In conclusion, Voyager 1 will not leave the Galaxy in the next 4.5 billion years. What will happen next to the spacecraft is not entirely clear.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

An article I wrote was translated to Spanish

https://es.quora.com/Llegaremos-nosotros-como-humanos-a-otro-sistema-solar-en-mil-millones-de-a%C3%B1os/answer/Moises-Park?__filter__=all&__nsrc__=1&__sncid__=5054027965&__snid3__=8094544080

 

Con toda probabilidad, sí, suponiendo que no nos extingamos, y nuestra civilización no colapsará.

El sistema estelar más cercano, Alpha Centauri, está a 4.2 años luz de distancia. Existe una buena posibilidad de que para el próximo siglo tengamos la tecnología que nos permita construir una nave espacial que pueda alcanzar una velocidad relativista, alrededor del 5% o incluso el 10% de la velocidad de la luz.

Esas tecnologías pueden incluir fusión nuclear o propulsión por fisión, navegación ligera y otros motores experimentales.

Al 10% de la velocidad de la luz, un viaje a una distancia de 4.2 años luz llevará 40 años.

Entonces, si para 2120, dentro de 100 años, construiremos una nave espacial capaz de viajar a otro sistema estelar al 10% de la velocidad de la luz, llegará a Alpha Centauri poco después de 2162.

E incluso con la tecnología actual de cohetes químicos, podemos construir una nave espacial de generación que pueda alcanzar el sistema estelar más cercano en aproximadamente 7,000 años, utilizando la asistencia de gravedad más óptima. Eso sigue siendo mucho menos de mil millones de años.

El Proyecto Orión, una propuesta de la década de 1960 para construir una nave espacial propulsada por bombas nucleares, en teoría puede alcanzar el 5% C.

Un pequeño comentario. Nuestro Sol se llama Sol, y nuestro Sistema Estelar se llama Sistema Solar. Será más preciso preguntar cómo llegar a otro Sistema Estelar en lugar de otro Sistema Solar.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Mailing List

I created a mailing list. To be the first to learn about new publications, you can subscribe here:

http://eepurl.com/di0oB9

Posted in Uncategorized | Leave a comment

My Quora post about Titan and Mars colonization was translated to Portuguese

Roger Oliveira
Roger Oliveira, Escritor nas horas livres e fotógrafo freelancer.

Titã tem algumas vantagens sobre Marte, que potencialmente podem torná-la uma alternativa melhor para a colonização humana.

  • Notas do tradutor:
    • Colonização de Titã – Titã, a maior lua de Saturno, é um dos vários candidatos a uma possível colonização futura do Sistema Solar.

A vantagem de Titã:

  1. Titã tem uma atmosfera espessa feita principalmente de nitrogênio. A pressão na superfície é cerca de 1,45 vezes a pressão atmosférica da Terra. A atmosfera marciana, por outro lado, é muito fina. É menos de 1% da pressão atmosférica da Terra ao nível do mar e é composta principalmente de dióxido de carbono. A atmosfera mais espessa de Titã tem várias vantagens:
    1. As câmaras de ar são muito mais simples de projetar. A pressão dentro de uma embarcação ou habitat pode ser igual à pressão externa. A principal coisa que você precisa se preocupar é o frio.
    2. E… você não precisa se preocupar muito em pressurizar seu habitat ou traje de EVA. Você também não precisa se preocupar muito com vazamentos de ar (um pouco de nitrogênio extra é inofensivo e os seres humanos podem viver uma vida normal a 1,45 de pressão atmosférica).
    3. A combinação de baixa gravidade (14% da Terra) e atmosfera espessa significa que as viagens aéreas serão muito fáceis de implementar. Aviões e dirigíveis trabalharão em Titã ainda melhor do que na Terra. (Usando eletricidade, pois não há oxigênio livre.) Com asas artificiais, os humanos podem voar em Titã usando a força de seus próprios músculos. Quão legal é isso?
  2. Titã recebe uma radiação muito menor. Tem menos radiação cósmica galáctica por causa da proteção do campo magnético de Saturno e da densa atmosfera de Titã. Titã recebe explosões solares menos potentes devido à sua distância do sol. A menor radiação significa que as pessoas podem viver na superfície de Titã pelo tempo que quiserem, diferentemente da duração limitada que os colonos marcianos podem passar na superfície marciana. Em Marte, os colonos terão que se esconder sob a superfície a maior parte de suas vidas para se protegerem da radiação.
  3. Titã tem mais água, hidrocarbonetos e nitrogênio. Minerais importantes para sustentar a vida. Uma grande porcentagem da superfície de Titã é feita de gelo de água sólida. Titã pode ter água líquida sob a superfície.
  4. Titã está perto de outras luas, como Encélado, que pode hospedar a vida.
  5. Titã tem uma vista melhor. É o único corpo celeste com lagos líquidos. Se você optar por viver na atmosfera superior, em dirigíveis ou em uma cidade apoiada por balões de hidrogênio, poderá ver Saturno. (Os balões de hidrogênio estarão seguros porque o Titã não tem oxigênio livre, portanto não há risco de incêndio.)

As vantagens de Marte:

  1. Marte está muito mais perto da Terra. Utilizando a trajetória com maior eficiência de combustível, uma viagem a Marte levará 7 meses, enquanto uma viagem a Titã levará 7 anos. (Isso pode não ser um problema se você usar motores melhores, como íons, plasma ou unidades atômicas).
  2. Um dia marciano é pouco mais de 24 horas. Mais adequado para a nossa biologia. O dia de Titã é pouco mais de 15 dias terrestres.
  3. Marte está mais perto do sol, cerca de 1,6 UA, em comparação com os 9,6 UA. Isso significa que em Marte você ainda pode usar painéis solares. Titã recebe apenas 2% da energia solar que recebemos na Terra na atmosfera superior e menos de 1% na superfície. Em Titã, os painéis solares não são uma opção viável e teríamos que utilizar reatores nucleares.
  4. A gravidade marciana é de cerca de 0,376 g em comparação com 0,14 g de Titã. A gravidade mais forte de Marte é mais adequada para a nossa biologia.
  5. Marte é mais quente que Titã, com uma média de -63 ° Celsius em vez de -170 ° Celsius.

Honestamente, vejo Marte sendo colonizado antes de Titã, principalmente por causa da distância e mais por causa dos interesses públicos. Mas Titã é muito mais legal e não é uma alternativa totalmente ruim.

Vamos colonizar Titã

Nota: Muitas das histórias da minha coleção de ficção científica Velocidade de escape, ocorre em Titã.

Posted in Uncategorized | Leave a comment